Capa » Notícias » Já esta agendada a cirurgia para o primeiro implante de uma prótese robótica controlada pelo pensamento

Já esta agendada a cirurgia para o primeiro implante de uma prótese robótica controlada pelo pensamento

2 Flares Twitter 1 Facebook 1 2 Flares ×

A cirurgia será um marco longamente esperado de uma área tipicamente multidisciplinar que, além dos cirurgiões, reúne neurologistas, roboticistas, engenheiros de diversas especialidades, programadores de computador e matemáticos.
O implante será feito até Janeiro na Universidade de Chalmers, na Suécia, pelo grupo do Dr. Max Ortiz Catalan.”Nossa tecnologia ajudará os amputados a controlar um membro artificial de forma muito parecida com o que eles faziam com sua mão ou braço naturais, usando os próprios nervos e músculos remanescentes,” disse Catalan.

Prótese com controle neural

Desde os anos 1960 existem próteses controladas pelos impulsos elétricos dos músculos, mas a tecnologia de controle parece não ter progredido desde então, sendo o maior problema o controle desses braços e mãos muito avançados e precisos, o que torna um empecilho para que elas virem próteses de fato, atendendo a população.
Sendo assim preciso esperar tanto tempo até que fosse possível receber diretamente os impulsos do cérebro.

Biomecatrônica

“Nós desenvolvemos uma nova interface bidirecional com o corpo humano, juntamente com um sistema de controle intuitivo e natural,” disse Catalan.

Outra exigência para um funcionamento mais suave das próteses robóticas foi a osseointegração – em vez de ser conectada ao braço por um soquete, a prótese será ligada diretamente aos ossos do paciente por meio de um implante de titânio.

“A osseointegração é vital para o nosso sucesso. Nós agora estamos usando a tecnologia para conseguir um acesso permanente aos eletrodos que serão ligados diretamente aos nervos e músculos,” explicou o pesquisador.

Atualmente, os eletrodos que captam os sinais elétricos são postos sobre a pele, o que altera os sinais conforme a pele se move ou o usuário transpira. O resultado é tão ruim que 50% dos pacientes que experimentam as atuais próteses robóticas desistem de usá-las.

Prótese biônica

Neste experimento pioneiro, os pesquisadores vão implantar os eletrodos diretamente nos nervos e nos músculos remanescentes.
Os impulsos elétricos que vêm pelos nervos do paciente serão capturados por uma interface neural que os enviará através do implante de titânio.

O circuito eletrônico da prótese usará sofisticados algoritmos para interpretar os sinais neurais e transformá-los em comandos para o braço robótico.
Como os eletrodos estarão mais próximos da fonte e o corpo funcionará como proteção, os sinais bioelétricos deverão ser mais estáveis, permitindo que a prótese robótica atende melhor aos comandos.
Isto torna o equipamento verdadeiramente uma prótese biônica.

“Queremos sair do laboratório e nos tornarmos parte da vida diária dos pacientes. Se o primeiras operações neste inverno [europeu] forem bem-sucedidas, seremos o primeiro grupo de pesquisa no mundo a tornar as ‘próteses controladas pelo pensamento’ uma realidade para os pacientes usarem em suas atividades diárias, e não somente dentro dos laboratórios de pesquisa,” concluiu Catalan.

Leia na íntegra em Inovação Tecnológica

Sobre Anna Caroline Seiler

Acadêmica do curso de Engenharia Mecânica, comunicativa e interessada em assuntos relacionados a inovação em abrangentes áreas, sente-se motivada por novos desafios.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>

2 Flares Twitter 1 Facebook 1 2 Flares ×